ACONTECE NO MPHU

Setembro Verde: médico do MPHU explica importância da conscientização sobre a doação de órgãos

06/09/22

O Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU) lança, oficialmente, nesta quinta-feira (9), a campanha "Setembro Verde", dedicada à conscientização sobre a importância da doação de órgãos. A fim de conscientizar pacientes, familiares, colaboradores e população em geral, o MPHU promoverá, ao longo de todo o mês, palestras e roda de conversa on-line e homenagens aos doares e receptores de órgãos.

De acordo com médico responsável pela Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), Dr. Hudson Henrique Pires, discutir com os pacientes do hospital, familiares, e população em geral sobre a importância da doação de órgãos é importante para que seja criada uma rede de salvação de vidas. "Ter a consciência de que o ato de ser doador de órgãos pode salvar diversas vidas é importante e se dá pelo fato de que, com isso, há mais oferta de órgãos para tantos pacientes que se encontram na fila para transplantes", explica.

Ainda segundo o médico responsável pela CIHDOTT, durante a programação do "Setembro Verde", serão esclarecidas muitas dúvidas que permeiam a doação de órgãos, como por exemplo: "Quais são os pacientes tidos como potencial doador de órgão?"; "Como é esse processo de definição?"; "Como é a abordagem da família de um potencial doador?"; "Como é realizada a logística de captação dos órgãos naquele paciente em que a família autorizou a doação?", entre outros assuntos.

Além disso, ele explica que para ser um doador de órgãos é simples, e basta informar os familiares sobre o interesse na doação. "É muito importante que todos que queiram ser doadores de órgãos deixem bem claro à família quanto ao interesse de ser um potencial doador, para que autorize a doação de órgãos após seu falecimento", conta Hudson.

Dr. Hudson Pires lembra também, que a doação de órgãos em vida também pode ser feita, desde que haja compatibilidade com o receptor. O doador vivo pode doar um rim, medula óssea (se compatível, feita por meio de aspiração óssea ou coleta de sangue), parte do fígado (em torno de 70%) e parte do pulmão (em situações excepcionais).

No MPHU, também já foram feitos transplantes intervivos, sendo o primeiro realizado entre irmãos, em 2017.

Transplantes no MPHU

O MPHU realiza, desde 2015, os transplantes de rins e de tecidos ósseos. Nesses 7 anos, o hospital já realizou 120 procedimentos e colocam o MPHU como o maior centro transplantador de rim de Uberaba. Somente neste ano, foram realizados 24 transplantes renais no Hospital. O sucesso do Programa de Transplante está diretamente ligado ao suporte interdisciplinar que é oferecido, com médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e cirurgiões dentistas.

Confira a programação completa do Setembro Verde:

09/09 - 9h: Palestra "Abordagem familiar", com Psicólogo Heitor Antunes e Assistente Social, Valquíria Getúlio.
Local: Anfiteatro 01 MPHU

14/09 - 9h e 15h: Palestra "Aspectos éticos e legais sobre a doação de órgãos", com a enfermeira Bruna Borges.
Local: Anfiteatro 01 MPHU

16/09 - 10h: Palestra "Processo de doação de órgãos ao transplante renal", com a enfermeira Camila Barros
Local: Anfiteatro 01 MPHU

9/09 - 10h: Palestra "Protocolo morte encefálica", com Doutor Hudson H. Pires.
Local: Anfiteatro 01 MPHU

26/09 - 10h: Roda de conversa on-line, com o palestrante Alexandre Barroso
Local: Google Meet

27/09 - 10h: Homenagem ao Dia do Doador de Órgãos
Local: Praça Central do MPHU